//
you're reading...
Azimute

Lazer #4 – Bebidas Alcoólicas: Cerveja


Azimute [Lazer]

A cerveja é, de todas as bebidas alcoólicas, a que mais se consome nos nossos dias. Seja num bar, num café ou mesmo em casa, na companhia da família ou de amigos, a cerveja parece ter um lugar especial de tal forma que não escapa aos nossos olhos, em plenas compras, por ser uma bebida cuja qualidade está assegurada pela marca que a põe nas superfícies comerciais e cujo sabor tão bem conhecemos. E imagine, caro leitor, que o processo de produção de cerveja é tão antigo que até os egípcios a faziam, ou digamos, uma bebida alcoólica que se assemelhava à cerveja dos nossos dias.

De facto, o processo de produção de cerveja tem tanto de simples como de belo no que toca aos processos químicos que se desenvolvem. Por um lado, a cerveja não adquire esta denominação se não se maltear a cevada, ou seja, colocar todos os grãos deste cereal num grande recipiente com água quente para forçar a sua germinação até determinado ponto, para que as enzimas contidas no grão se activem. Depois de malteada, a cerveja, antes do processo de fermentação e dependendo do tipo de cerveja que se queira produzir, é tostada para que, no fim, se obtenha a cor tão característica.

Cerveja

O restante do processo já o caríssimo leitor bem conhece: a fermentação. Depois de tostada, a mistura de cevada malteada com mais algum cereal para se suavizar o seu sabor, é colocada em grandes recipientes juntamente com água, açúcares e leveduras; estas, por sua vez vão utilizar as fontes de carbono para produzir etanol e dióxido de carbono, que não é mais do que as bolhas que se vêm numa cerveja acabada de servir, seja ela em copo ou na garrafa, durando este processo entre 5 a 7 dias. Além disto, adiciona-se, também, o lúpulo que não só funciona como ingrediente que confere à bebida o seu toque amargo característico como funciona como conservante natural e, portanto, confere uma protecção biológica a uma das bebidas mais famosas do planeta. E, como não podia deixar de ser, no final de todo este processo, as empresas produtoras têm de assegurar a qualidade do produto a partir de controlos; um dos mais característicos é a medição do tempo que a espuma da cerveja leva a diminuir 3 cm, isto é, a cerveja só o é, quando a sua espuma diminui 3 cm num intervalo de tempo maior ou igual a 4 minutos.

Poderíamos pensar que todo este processo era algo empírico, ou seja, teríamos alguém que sabia tudo sobre como fazer esta bebida alcoólica e o tinha escrito num livro que tem vindo a passar de geração em geração. Também esta teoria pode ter o seu fundo de verdade mas o que aconteceu realmente foi a instauração de uma lei, em 1580 pelos reis da Baviera, que asseguravam não só a pureza da cerveja como bebida alcoólica como de todo o seu processo de produção. Claro que, mais tarde, se procedeu a uma alteração desta lei para que se incluísse a levedura, o elemento chave que confere o grau alcoólico, mas o importante de tudo isto foi que esta lei garantiu a preservação daquela que é hoje, a bebida alcoólica mais famosa do mundo e a razão de muitos festivais e reuniões sociais especialmente, na Alemanha.

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

April 2014
S M T W T F S
« Mar   May »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
%d bloggers like this: