//
you're reading...
A Midseason em 150 Palavras, Midseason

Midseason 2014: As 150 Palavras de “Mind Games”


Mind Games

O nome, à primeira vista, até faz a série parecer alguma coisa interessante. O problema é que, quando o piloto mostra uma história um pouco difícil de acreditar e até mesmo toda a sua estrutura não passa de uns loucos de um lado para outro, sem qualquer nexo. E junte-se isso à ideia de implantação de ideias em diversos estados psicológicos para se conseguir o que se quer. Não digo que não seja possível mas tenhamos um pouco mais de espírito crítico. Não gostei do que vi e entendo o porquê das audiências estarem tão más. Mais uma vez, pedem-nos para desafiar os limites da imaginação e isso, numa altura como esta, é bastante complicado. “Mind Games” não passa disso mesmo, uma ideia que não devia ter visto a luz do dia porque, simplesmente, não tem pernas para andar. A televisão não precisa de mais um pseudo-procedural. Para esquecer, já.

Nota: 3.0/10

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

March 2014
S M T W T F S
« Feb   Apr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
%d bloggers like this: