//
you're reading...
Azimute

Planeta Vivo #6 – East Timor First Perception


Azimute [Planeta Vivo]Caros leitores, após algum tempo de ausência, é com muito orgulho que regresso ao Laboratório de Séries com mais um Azimute que irá retratar a primeira curta-metragem documental produzida num país da CPLP pela Aidnature.org, sendo que esta foi transmitida este domingo, dia 16 de Junho, no canal de televisão SIC, no horário dedicado à Vida Selvagem.

“Esperamos assim chegar a mais gente e dar a conhecer a mais portugueses as potencialidades e riqueza de um dos territórios mais inexplorados e preciosos do Sudeste Asiático, ao qual contamos voltar para realizar um trabalho mais aprofundado!” Aidnarute.org

A natureza é constituída por micromundos que se compilam formando diversos mundos dentro de um mundo que ainda estamos a aprender a amar.

Ásia e Oceânia são, respectivamente, o maior e o mais pequeno continente do planeta contudo, apesar da grande diferença que os separa, estes têm em comum o reconhecimento de possuírem as espécies mais fantásticas do nosso mundo.

Entre estas duas terras de hemisférios diferentes existe uma ilha peculiar onde a existência dessas espécies não poderia ser mais evidente – TIMOR-LESTE.

A viver os primeiros anos de independência e com uma incrível diversidade com mais de 15 mil Km2, desde florestas tropicais de montanha até às vastas savanas sem esquecer as suas maravilhosas praias, este mosaico de heranças culturais permanece inexplorado pela comunidade científica internacional.

Com um valor ornitológico reconhecido a nível mundial, a riqueza dos seus ecossistemas marinhos atraem um enorme número de aves marinhas das quais existem 9 espécies endémicas exclusivas de Timor.

As estimativas indicam que mais de 10 espécies possam ser encontradas nos próximos anos… Basta imaginar o que ainda existe por descobrir…

East TimorSem os famosos tigres e elefantes que caracterizam o continente asiático, nesta ilha podemos encontrar desde veados, que foram introduzidos pelo Homem, até búfalo asiático também denominado de búfalo de água que pode ser encontrado nos diversos charcos dos ecossistemas, não esquecendo o fantástico corvo marinho e os morcegos de raposa voadora que são os principais responsáveis pela pulverização da zona.

Existem ainda 2 espécies de crocodilos – Crocodilo de água salgada, o maior do planeta, e o de água doce. Estes fantásticos animais, que tanto admiro, são sagrados em Timor-Leste e ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, basta alimentarem-se de uma galinha por semana para conseguirem equilibrar as suas necessidades energéticas.

Diz a lenda que a ilha se formou sob um dorso de um crocodilo de água salgada e que só um Homem de grande maldade pode ser atacado por este animal. Deste modo, esta crença faz com que a população não tenha receios dos crocodilos.

Apesar da sua fantástica natureza, estamos perante uma ilha onde permanece uma sombra negra sob o futuro da sua população humana, pois esta terá que decidir se continuará a desfrutar do equilíbrio e das riquezas naturais que a terra oferece ou se irá render-se ao dinheiro fácil que as suas terras poderão lucrar às gerações seguinte.

Apesar de poderem vir a desaparecer antes de tal acontecer, resta-nos imaginar a quantidade de novas espécies que esperam ser descobertas e descritas pela ciência em Timor- Leste.

“A felicidade da Abelha e do Golfinho é existir, para o Homem é saber e admirar esse facto!”, Jacques Yves Costeau

Deste modo, o Laboratório de Séries termina este texto com um louvor a toda a equipa que produziu esta curta-metragem documental:

Directed and Edited by Jão Teles de Vasconcelos

Photograph by André Gaspar and João Teles de Vasconcelos

Written and Narrated by António Castelo

Music: FO-SneakySnooper, Guitar Music by João Amaro and Local Folk Music

Estamos, sem dúvida, mais uma vez na presença de um óptimo projecto português que nos orgulha imenso e que teremos todo o gosto em continuar a seguir e comentar o trabalho da aidnature.org.

About Vanda Baltazar

"Rehabilitar es asumir un ser vivo un contexto mas amplio"

Discussion

4 thoughts on “Planeta Vivo #6 – East Timor First Perception

  1. O mangal é característico do litoral marítimo e emerge das próprias águas salgadas ou salobras, são de várias espécies mas apresentam as mesmas faculdades de adaptação e distribuem‑se regularmente em li­nhas paralelas ao litoral.

    Posted by Seymour Z. Stokes | June 24, 2013, 5:52 PM
  2. Os titulares de passaporte português válido não necessitam de visto para entrarem em Timor-Leste, desde que a sua permanência em território timorense não exceda o limite máximo de 90 dias. À sua chegada ao aeroporto internacional de Díli, ser-lhes-á concedida uma autorização de permanência por 90 dias.

    Posted by Cathy Savage | July 5, 2013, 2:28 AM
  3. Embora muitas outras espécies deste género tenham uma pele áspera e verrugosa, a rã da ribeira de Timor tem uma pele extremamente macia, e as poucas verrugas existentes encontram-se nos flancos do corpo, por baixo de um par de cristas distintas que separam o dorso dos flancos. É uma rã de rio, grande, alerta, com olhos grandes e com membros posteriores fortes que lhe permitem saltar distâncias consideráveis para escapar de um predador. Os dedos dos membros posteriores são parcialmente palmípedes para permitir a sua deslocação dentro de água.

    Posted by Annette R. Kemp | July 20, 2013, 10:24 AM
  4. O mangal é característico do litoral marítimo e emerge das próprias águas salgadas ou salobras, são de várias espécies mas apresentam as mesmas faculdades de adaptação e distribuem‑se regularmente em li­nhas paralelas ao litoral.

    Posted by Geraldine Horn | July 21, 2013, 12:34 AM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

June 2013
S M T W T F S
« May   Jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
%d bloggers like this: