//
you're reading...
A Ficção de Língua Inglesa Mais Bem Cotada do IMDb, Firefly

6ºLugar: “Firefly” (FOX, 2002)


InFLIMBQI

Por Pedro Canelas

“Wash – Psychic though? That sounds like something out of science fiction.
Zoe – You live in a spaceship dear…”

Firefly, episódio 14 – Objects in Space

Quando aceitei fazer esta review sobre “Firefly”, senti medo, muito medo. Todo o culto que está por trás desta série trazia-me uma grande responsabilidade, e tudo o que eu não queria era ferir os sentimentos dos muitos fãs que veneram tudo o que esteja relacionado. Vá, eu espero que não seja tão assim, já que a série até só teve uma temporada (mais o filme “Serenity”), ou seja, acaba por não ter um culto tão abrangente como “Star Wars”, “Star Trek”, ou até mesmo “Dr. Who”, sendo algo um pouco mais underground. Mesmo assim, é melhor ter cuidado.

Antes de comentar a série propriamente dita, gostaria de referir ainda outros assuntos relacionados, como o facto de quando “Firefly” foi emitida pela primeira vez, na FOX, no longínquo ano de 2002, toda a sua ordem de episódios ter sido trocada, por razões que desconheço, tendo inclusive ficado 3 episódios por emitir. O fraco sucesso da série na sua primeira emissão pode estar relacionada com esse mesmo facto, pois começar uma série pelo seu 2º episódio e depois brincar com a sua ordem, havendo uma certa continuidade na história, nunca é muito bom para as audiências, não é? Por isso mesmo, com o insucesso de audiências, a série mudou várias vezes de horário, acabando a FOX por emitir o primeiro episódio como se fosse o último. Só mais tarde, em 2005, quando o canal Sci-Fi voltou a emitir a série, é que todos os episódios foram todos emitidos e pela ordem correcta, assim como quando foi lançado o DVD.

Indo então para a série em si, destaco desde já o pequeno diálogo que inicia esta crónica. Pertence ao último episódio (da ordem correcta e não de emissão original), e para além de demonstrar bem o tipo de história que estamos perante, percebemos também o género de humor que utilizam. Sim, humor é aquilo que não falta em “Firefly”, não fosse esta uma série do Joss Whedon, esse fantástico senhor da televisão e do cinema. Fiquei a gostar ainda mais dele depois deste fantástico trabalho.

InFirefly

Com uma mistura muito sui-generis de sci-fi e western, misturando algum drama e mistério, esta série consegue entreter durante todo o seu episódio como poucas o fazem. A história não é absolutamente contínua, tem sempre uma espécie de “caso da semana”, mas tem um fio condutor de acontecimentos e desenvolvimento de personagens que fazem com que faça sentido ver-se na sua ordem correcta. Resumindo um pouco a história, depois de a Terra estar despovoada e os humanos habitarem vários planetas e luas, Mal é o capitão de uma nave espacial do tipo Firefly, chamada Serenity, e tem na sua tripulação Zoe, a sua fiel mão direita e companheira de guerra,”Wash”, marido desta e piloto da nave espacial, Jayne, o ex-soldado com muito músculo e pouco cérebro,Kaylee, a mecânica genial que “fala” com as máquinas, e Inara, uma acompanhante (ou prostituta, como desejarem chamar), necessária para a manutenção da respeitabilidade da nave (sim, estão a ler bem!). No primeiro episódio juntam-se a estes Simon, um médico que pertencia à Aliança (o governo interplanetário) e a sua estranha irmã River, ambos em fuga da Aliança, e Book, um pastor religioso, talvez o mais misterioso de todas as personagens. O capitão Malcom Reynolds tenta a todo custo manter-se vivo a ele, à nave e a toda a sua tripulação durante a realização de todos os trabalhos, legais ou ilegais, que são contratados ou incentivados a fazer de forma a conseguirem ter dinheiro e mantimentos para todos. Tarefa essa que se torna complicada todos os episódios, ou a história não teria metade do interesse que tem.

Todo o intercalar entre a vida fora da Terra, viagens em naves espaciais, e elementos do velho oeste fazem criar todo um imaginário que é a base toda a série e de todo o culto em volta. A comida artificial, as armas que parecem do século passado mas que afinal são de raios cósmicos, os planetas centrais, o planeta de produção de lama, os negócios que acabam quase sempre mal ou até mesmo o bilhar virtual que parece real. Todos estes pequenos elementos ajudam a construir uma história consistente, quando há partida nada parece combinar.

Mas o melhor de tudo são as personagens e as suas relações. O capitão Mal, grande líder, ladrão, mas íntegro, e disposto a sofrer por toda a sua “crew”, e da sua pequena grande paixão por Inara, correspondida apesar de nenhum dos dois admitir. O médico Simon, que tem também uma paixão complicada com Kaylee, e ao mesmo tenta proteger a sua irmã, difícil de domar, e que acaba por ser das personagens mais interessantes e com potencial por explorar em futuras temporadas que acabara m por não existir. Também o pastor é uma personagem que penso que teria muita margem de progressão, era talvez o mais misterioso de todos, ao possuir conhecimentos que normalmente um homem da igreja não tem. Note-se que ao escrever isto ainda não vi o filme “Serenity”, mas a intenção é mesmo não entrar com ele nestas contas.

Não sou o maior fã de histórias intergalácticas ou de futurismos demasiado exagerados, por isso esta série surpreendeu-me muito pela positiva. Confesso que o que me chamou mais a atenção foi mesmo a quantidade de fãs que transporta e a esperança de todos eles que a série volte para mais temporadas, mesmo 11 anos depois da primeira. Essa multidão ganhou mais um membro esperançado.

About Convidado

Porque eu também tenho algo a dizer.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

March 2013
S M T W T F S
« Feb   Apr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
%d bloggers like this: