//
you're reading...
Análise de Episódios, Futurama

Sobre Futurama 7×02 – A Farewell to Arms


O caro leitor, que há pouco tempo me começou a ler, saberá certamente de toda a história em redor da profecia dos Maias como seja a previsão de que o mundo acabaria em Dezembro deste ano. Todo o hype criado em volta desta levou à produção do filme “2012″ e de “movimentos” a nível do facebook do tipo “Eu vou chegar a 2013″ ou mesmo até “Eu sobrevivi ao fim do Mundo”. E, como é óbvio, este assunto não poderia escapar aos olhos mais críticos da equipa que está por trás da série e não posso dizer que não é uma excelente crítica a todos aqueles que ainda pensam que o planeta Terra acabará já em Dezembro.

Enquanto a equipa da Planet Express buscava as calças da sorte de Fry, por puro engano, é descoberta, nas ruínas de Nova Iorque, uma grande roda marciana que revelava o fim do mundo tal como nós o conhecemos profetizado pelos antigos Marcianos. Claro está que, nunca se afirmou que era a Terra que iria ser destruída mas, caindo que nem um patinho, fui na conversa até que tudo foi revelado.

Ora, toda a loucura de que o mundo acabaria obrigou Nixon a tomar as rédeas do Planeta Terra e organizar um dia de selecção. Quem fosse escolhido, integraria o grupo de sobreviventes que iriam fazer de Marte a sua nova casa e, para isso, teriam de entrar na nave de pedra que os levaria para uma suposta salvação. Digo suposta porque quando apareceu um dos marcianos revelando que era Marte quem iria ser destruído, todos aqueles que haviam sido “salvos” foram levados à loucura muito depois de já se ter construído a cidade de cristal que iria ser a nova metrópole do Sistema Solar e muito depois de se ter construído a estátua de agradecimento ao capitão que os levou, sem qualquer dano, para a salvação. Num espectacular jogo de gases e de luz, Marte começa-se a fragmentar e é ejectado da sua órbita ao ponto de passar tão junto do planeta Terra (numa cena à la “Inception”) que era possível saltar-se de um planeta para outro.

Marcando assim, a passagem por mais um tema bastante controverso que nos obriga a pensar sobre quem tem o poder de escolha sobre quem deve viver e quem deve morrer, “Futurama” volta a criticar aqueles que estão no poder e aqueles que o dizem ter pegando em algo tão simples quanto o fim do mundo. A série inicia, assim, mais uma temporada que promete ser sólida e bastante consistente prometendo levar-nos pelas aventuras da nossa espécie sob uma perspectiva futurista nunca esquecendo a crítica social e sem nunca nos deixar de fazer rir.

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

September 2012
S M T W T F S
« Aug   Oct »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
%d bloggers like this: