//
you're reading...
American Horror Story, Dexter, Fall Season, Fringe, Haven, How I Met Your Mother, Modern Family, New Girl, Nikita, Once Upon a Time, Parks and Recreation, The Big Bang Theory, The Good Wife, The Vampire Diaries

Fall Season 2012: O que esperar?


Desde o começo do Verão, o António Guerra (o colega da casa Imagens Projectadas) lançou-me um desafio: falar um pouco daquilo que espero da próxima Fall Season. Quer sejam séries que pretenda acompanhar, quer sejam séries que vão ficar quietas até ao Natal ou até ao próximo Verão, as que por aqui vou falar são aquelas que pretendo ver e acompanhar por mais sofríveis ou sensacionais que sejam os seus episódios.

Para que as minhas devidas intenções quanto às séries fiquem bem vincadas, o caríssimo António criou uma legenda divertida que se apresenta já a seguir.

Verde – Altas

Azul – Médias

Amarelas – Baixas

Vermelho – Expectativas do tamanho de uma formiga pequena

Comecemos, então, pelos dramas.

  • “Haven”: A segunda temporada, que teve a sua estreia no distante Verão de 2010, elevou, em qualidade, a história que Haven se propôs a contar revelando um pouco mais do passado das personagens, dos seus rituais e, sobretudo, da personagem de Audrey Parker. A terceira temporada, que está quase a chegar, promete continuar o mistério e, ao mesmo tempo, trazer algumas respostas às perguntas que assombram a sua história desde o princípio.
  • “Fringe”: Por ser a série que é, e como o leitor bem sabe, a minha grande série, Fringe parte para a quinta temporada com uma grande storyline e com 13 horas para gastar a surpreender, a desmistificar e a abanar a nossa mente. As expectativas não podiam, obviamente, ser maiores depois de tudo aquilo que já percorremos e que queremos ver resolvido.
  • “Once Upon a Time”: Com uma primeira temporada de maravilhar, esta produção da ABC começou razoável mas acabou excelente. Tanto a nível de personagens como de histórias, Once Upon a Time é uma série muito rica e parte para a segunda temporada com as expectativas no topo após os acontecimentos do season finale. A magia e o Capitão Gancho estão de volta a Storybrooke e eu não poderia estar mais ansioso para ver o que o está reservado para esta nova leva de episódios!
  • “The Good Wife”: Vi a terceira temporada numa acentada. O ritmo foi sempre crescente e as histórias de elevadíssima qualidade. O que nos espera a quarta temporada? Mais casos inteligentes e uma firma a recuperar da perda de um grande investidor.
  • “The Vampire Diaries”: Ouso dizer que esta série não mais terá um season finale como teve a terceira temporada. No entando, as expectativas estão no topo dada a grande mudança que ocorreu no episódio supra-mencionado. Mystic Falls não será a mesma depois disto.
  • “American Horror Story – Asylum”: Depois de uma primeira temporada que me surpreendeu, AHS volta com uma nova história, um novo cenário e muitos teasers que já me começam a corroer de ansiedade. As expectaivas? Altas, claro.
  • “Nikita”: O season finale terminou um dos grandes arcos da série. O que resta agora? Nem eu sei. Mais cenas de porrada e armas e Maggie Q. estão garantidos… mas mais que isso…
  • “Dexter”: A série nunca mais se salvou depois da excelente quarta temporada. De todas as que referi aqui, parto para ela algo expectante dado o cliffhanger. Mas já não há nada que me puxe a ver a série.

Continuemos pelas comédias.

  • “Modern Family”: A série tem sido muito constante ao longo destas três temporadas. Não espero outra coisa senão o mesmo do seu quarto ano: uma família louca que se ama e que se diverte com as traquinices de todos, tenham eles a idade que tenham.
  • “The Big Bang Theory”: De uma série que já me surpreendeu e que agora não passa do razoável, não espero coisa nenhuma.
  • “How I Met Your Mother”: Mas ainda é preciso dizer alguma coisa?
  • “New Girl”: Começou mal, continuou razoável e acabou bem. Espera-se um ano constante e razoável, nada mais.
  • “2 Broke Girls”: Uma comédia básica com as piadas porcas de sempre. Algumas funcionam, outras não mas não é por isso que deixa de entreter. Vinda da CBS, espera-se um segundo ano razoável e sem muitos excessos.
  • “Parks and Recreation”: De todas as comédias, esta é a única cujas expectativas estão no topo. Amy Phoeler tem, nas suas mãos, uma das melhores histórias e a nossa querida Leslie Knope segue para Washington. Bem me parecia que era razão para ficar ansioso.

Das que vão estrear e que já vi o piloto, segue uma rápida análise.

  • “Animal Practice”: Pode sobreviver mas não passará do razoável. O destaque vai, claro, para o macaco.
  • “Ben & Kate”: Teve um piloto muito sólido e bastante dinâmico. Há potencial, há história, há personagens interessantes. Espera-se que seja uma grande comédia.
  • “Elementary”: Um piloto bem construído e com um duo capaz de se tornar interessante. As expectativas estão no patamar médio mais não seja para ver a CBS tentar marcar uma posição na já tão conhecida e tratada história de Sherlock Holmes.
  • “Go On”: Um piloto que não prima pela excelência. Introduz a premissa e as personagens e pouco mais que isso. Há potencial, há história para explorar, há vontade de querer fazer mais. E eu estou expectante!
  • “The Mindy Project”: A típica história de uma rapariga que tenta encontrar alguma realização pessoal na sua vida. Gostei do piloto mas prevejo que só a meio da temporada é que vai descobrir o rumo… Uma New New Girl.
  • “The New Normal”: Um piloto sólido mas razoável. Apresentou a premissa e as personagens. Tem vontade de querer mostrar uma realidade e de ser diferente. A ver vamos.
  • “Revolution”: Um drama pós-apocalíptico. Uma conspiração que vai muito além daqueles medalhões que restituem a energia perdida há 15 anos. Apesar do bom piloto que apresentou, não vai longe.

Iria mentir se dissesse que esta é uma Fall Season rica. Não o é. Os pilotos são muito dúbios e pelo que aqui disse, uma série com um piloto razoável pode surpreender e tornar-se na melhor série de 2012. É esperar, pacientemente, para ver o que as restantes histórias têm para nos oferecer.

Por agora, declaro, oficialmente, aberta a (minha) Fall Season 2012.

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

September 2012
S M T W T F S
« Aug   Oct »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
%d bloggers like this: