//
you're reading...
Especial, Game of Thrones

“Game of Thrones”, um Mundo por Descobrir


No século passado, quando o nosso mundo estava a dar os primeiros passos no boom da tecnologia, um escritor decidiu criar um mundo novo, como se ele próprio fosse um Deus que decidia o destino de todos aqueles que ousavam entrar nele. “Ninguém está a salvo”, dizia ele.

A saga d’As Crónicas de Gelo e Fogo (A Song of Ice and Fire, nome original), que conta já com 10 livros editados em português, leva-nos a explorar o mundo de Westeros e de Essos e a vivenciar uma luta muito sangrenta e cheia de intrigas e traições pelo trono dos Sete Reinos, o Trono de Ferro. Por entre personagens nossas favoritas e por sítios nunca antes vistos e nem sequer imaginados, George R. R. Martin leva-nos numa viagem bastante louca naquele que é um mundo à sua maneira onde dá o poder a quem quer e cujas famílias, de mui nobre nome, estão cheias de histórias e de História, que não só queremos saber e interpretar como queremos fazer parte dela.

Tamanho peso na literatura deu origem a um dos meus novos vícios e que ouso dizer ser uma das melhores séries que, actualmente, acompanho. Com o nome do primeiro livro da saga, a HBO decidiu lançar, em Abril de 2010, a série que nos mostra a realidade deste mundo que apaixonou muitos à medida que os livros foram sendo editados.

Em apenas 50 minutos, somos levados a conhecer o destino singular de cada uma das personagens que já fizeram parte de nós em algum ponto do livro e, tudo aquilo que imaginámos enquanto espaço, é aqui mostrado até ao mais infímo pormenor.

E se há coisa que a HBO soube fazer muito bem e que muita gente passa à frente quando está a ver um episódio, pelo menos dos meus conhecidos, é o genérico. De forma magistral, a história é conduzida ao longo de dez episódios e nesses dez episódios somos levados a lugares importantes onde as nossas personagens vivem. A cada genérico, são-nos mostrados os diferentes lugares que iremos visitar no episódio o que eleva, desde cedo, a curiosidade e a vontade de abraçar aquele mundo.

Em cada um de nós, está adormecida uma pequena personalidade que adora expressar o que está a sentir, por palavras. Há, em cada um de nós, uma vontade de fazer, deste mundo, o seu e torná-lo melhor do que está. E há um George R. R. Martin capaz de dar vida a esse mundo, capaz de nos transportar para uma história que parece passada numa Idade Média mas com sérias referências ao que se passa num mundo globalizado.

O mundo de “Game of Thrones” é, sem dúvida, algo por descobrir. Faltam quatro livros para a saga terminar e mais uma mão cheia de temporadas da série para este mundo, finalmente, abrir-se aos leitores e telespectadores e transportá-los a algo cheio de magia, fantasia e duras guerras. E num mundo tão cheio de incertezas e poucos sonhos, como o nosso, como o de “Game of Thrones”, há sempre um pequeno brilho e é nele que se encontra a esperança.

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

May 2012
S M T W T F S
« Apr   Jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
%d bloggers like this: