//
you're reading...
Breaking Bad, Covert Affairs, Fall Season, Haven, Series-Gazing, Suits, Summer Season, Warehouse 13, White Collar

Series-Gazing V


Se é verdade que o Verão é uma altua de “vacas magras” no que toca a séries e se é verdade que, o Verão, é uma excelente época para quem quer actualizar alguns produtos que deixou passar, também é verdade que as séries que os canais nos mostram do outro lado do atlântico durante esta época são construídas segundo um molde completamente diferente daquele que estamos habituados a ver na Fall e na Mid-Season.

Com um leque de séries com uma história mais soft, com personagens mais “relaxadas” a nível da sua história e, mais ainda, com uma linha narrativa que não pede muito espectador numa altura em que só se pensa em praia e férias, a Summer Season é uma espécie de transição e, noutro patamar, uma preparação para o boom que se dá quando chegados a Setembro.

E se a minha próxima Fall está um pouco magra (ao contrário da Mid-Season que está bem gordita), esta minha Summer Season cresce a olhos vistos e eu, com exames obrigatórios ainda na agenda, vejo-me grego (e não, nao é nenhuma piada face à situação grega da actualidade) para acompanhar tantas!

A espreitar

Ora bem, nesta Summer “Covert Affairs” e “White Collar” estão na minha lista. Por mais desiludido que me tenha deixado aquela temporada 1 de Covert e por mais dúbio que tenha ficado o final da T2 de “White Collar”, não posso dizer não a estas duas séries que me têm feito bastante bem à alma, por assim dizer. Se Covert é pela Piper, White é pela mitologia e pela menina Hilarie Burton.

Quem também voltou foi “Royal Pains” que, apesar da desastrosa segunda parte da segunda temporada, ainda me consegue chamar nem que seja para ver aquelas maravilhosas paisagens dos Hamptons. Ainda não vi a estreia da nova temporada não sei se por falta de tempo se por falta de vontade mas será vista a tempo da próxima crónica.

Por último, quem também marca o regresso é “Top Gear”. E quando pensava que Julho não poderia ficar melhor, eis que surge o magazine de carros mais fantástico da televisão e que me agarrou desde a sua 15ªtemporada. Um must see, sem dúvida.

A pensar

Tal como na Fall, também a Summer Season me deixa em completa dúvida em relação a algumas séries. Pois bem, “Necessary Roughness”, “Suits”, “The Big C” e “Wilfred” são as que se destacam desta lista.

As duas primeiras, do USA, podemos considerá-las como as bebés do canal e, como o canal USA demora um pouco a mostrar o que é que a série realmente é, estas duas (“Necessary Roughness” e “Suits”) precisam de espaço para crescer. Ainda não vi qualquer um dos pilotos ou subsequente episódio; estou, sem dúvida, mais inclinado para “Suits” do que para NR mas cada uma pode ter um potencial escondido e que espero que não me passe ao lado.

“The Big C” é a grande dúvida deste Verão. Vi a primeira temporada e estou em dúvida para a segunda. Gostei do que vi, gostei do tratamento da história, gostei das personagens mas há ali qualquer coisa que falta e que me diz, a cada semana, para deixar a série.

“Wilfred”, a comédia do FX deste Verão. Não tenho qualquer tipo de expectativas para este produto. Vê-la-ei com o simples pressuposto que me divertirá. E depois aí penso se vale a pena.

A surpresa

Em relação às surpresas, “Combat Hospital”, “Love Bites” e “The Nine Lives of Chloe King” saltam à vista.

Da ABC chega-nos (mais) uma série médica mas não é nada à lá Grey nem nada do que se pareça. Depois de ter visto o piloto fiquei com a sensação de que a série não se tinha mostrado logo toda; fiquei com a sensação que havia ali algo mais para contar, algo mais para se dizer e explorar. Cativou-me mas só espero é que não saia daqui uma “Off the Map” porque, se assim é, há quem vá fazer surf para a praia e não serei eu.

“Love Bites”, da NBC, é uma surpresa na medida em que a base e a organização dos episódios é algo inovador face àquilo que estou habituado a ver. É uma série sobre o amor, do amor e para o amor. Diverte-me e refresca-me, é tudo o que peço.

Por último, da ABC Family (pasmem-se!) chega “The Nine Lives of Chloe King”. Sim, é verdade, no Verão tenho sempre de ter alguma coisa da ABC Family para ver. O ano passado foi “Pretty Little Liars” e chegado que estou ao Summer Finale desisto da série. Este ano, tenho Chloe King para me entreter e não me parece que a vá abandonar muito por causa da sua mitologia… Não me entendam mal, a ABC Family, ÀS VEZES, consegue ter produtos medianamente bons e Chloe King assim o parece ser. É algo familiar mas reconforta o coração nem que seja pelas cenas entre mãe e filha e alguns dos diálogos que, embora clichés, nunca, mas nunca passarão de moda.

Os regressos mais esperados

Eu sei que já estão fartos de me ler mas, falta só esta parte da crónica e depois já poderão ir apanhar um belo banho de sol, pode ser?

Finalizando a quinta edição do Series-Gazing, falo-vos dos regressos que têm feito as delícias da minha ansiedade: “Warehouse 13”, “Breaking Bad” e “Haven”.

“Warehouse 13” porque já desde a sua primeira temporada tem sofrido uma evolução exponencial não só a nível de personagens como a nível de personagens que a tornam cada vez mais interessante. Depois daquele final críptico e que me deixou pasmado por largos dias, a série volta já para a semana e estou em pulgas para ver qual o seguimento da narrativa e qual o arco desta nova temporada.

“Breaking Bad” fala por si e não direi nada sob pena de me escapar algum detalhe.

“Haven”, que depois do seu final igualmente críptico da sua temporada de estreia, consegue ser uma das mais antecipadas, por mim, no que toca ao desenvolvimento da personagem principal e de todos os mistérios que a rodeiam.

Ah! Esperem! Falta-me falar de uma coisa… Não me julgem por ansiar que “Big Brother US” estreie. É, talvez, um dos grandes guilty-pleasures do meu Verão nem que seja pelas estratégias e conspirações que o ser humano tenta impingir para sobreviver e passar por cima do seu próximo. E depois de um ano com “Último a Sair” não posso negar que ver a 13ºedição do concurso seja uma espécie de “trabalho prático de verificação de factos”.

E assim (finalmente) termino mais uma edição do Series-Gazing. Vemo-nos no próximo mês e, até lá, muita praia, muitas férias, muito relaxamento naquela que é a melhor estação do ano. Boas férias!

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

July 2011
S M T W T F S
« Jun   Aug »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
%d bloggers like this: