//
you're reading...
Factos Audimétricos, Game of Thrones, Grey's Anatomy, Nikita, Sanctuary, The Chicago Code, The Vampire Diaries

Factos Audimétricos #4


Há duas semanas estive convosco no Series-Gazing a avaliar a parte qualitativa das séries renovadas e canceladas desta nova temporada e a analisar alguns projectos da próxima Fall Season. Hoje analiso convosco a parte quantitativa das séries procurando justificar este ou aquele cancelamento ou renovação. Prontos para mais uma viagem? Então, sigamos!

Começo pela série com a qual comecei a crónica passada: “Fringe”. O leitor sabe que a FOX, televisão que exibe a série, não é conhecida pela sua condescendência e que tende a cortar do horário aquelas séries que não fazem resultados satisfatórios. Supostamente, “Fringe” que, depois da passagem para as sextas, começou a ter resultados medíocres, era para ser cancelada… Mas não foi. Se o único factor determinante fosse a sua audiência, é certo que, na próxima Fall, Fringe não estaria na grelha. Por outro lado e porque o dinheiro chama mais alto, talvez por “Fringe” estar perto do número de episódios ideal para aquilo que se chama syndication, isto é, a venda dos direitos de exibição da série a outros canais, a renovação foi possível. O que é certo é que são boas notícias para todos aqueles fãs que se encontram ansiosos pela resolução do cliffhanger final.

“Grey’s Anatomy” e “Private Practice”, o bloco da ABC das quintas à noite, também ficou muito àquem das expectativas, nas suas sétima e quarta temporadas, respectivamente. A primeira porque teve o seu final mais baixo de toda a série e a segunda porque começou a mostrar uma queda bastante significativa nos seus resultados quando entrámos na Mid-Season. Pergunto-me: será isto um padrão ou sinais de cansaço de ambas?

“The Chicago Code” é outra que podia ter tido um melhor desempenho na Mid-Season, em termos de resultados. Com um começo ‘ok’ para o tipo de história que se avizinhava, “The Chicago Code” manteve uma audiência ideal no decorrer da temporada e embora seja uma das que menos sucesso tem na FOX, a série demonstra bastante potencial. Talvez por causa das audiências, tenha sido cancelada. No entanto, não abandono a hipótese de a FOX querer ter espaço para o seu novo game show, “The X Factor”, factor que levou ao cancelamento antecipado da série.

Uma outra série que teve uma temporada bastante instável foi “CSI:Miami”. A sua mudança para os domingos não foi das melhores decisões da CBS porque, de facto, a série ainda não conseguiu estabilizar uma audiência fiel oscilando entre os 7 milhões e meio e os 11 milhões de espectadores. Embora sejam resultados razoavelmente bons para os padrões da CBS, não creio que “CSI:Miami” passe da próxima temporada.

“The Vampire Diaries” e “Nikita”, o bloco da CW das quintas-feiras à noite, também andou pelas ruas da amargura durante esta temporada. A primeira porque, na Mid-Season, sofreu um decréscimo significativo do número de espectadores total e a segunda porque tem vindo a perder clientela desde a Fall Season.

“The Vampire Diaries” sempre foi a jóia da CW desde a sua estreia. Conseguindo arrecadar quase 4 milhões de espectadores e fazendo valores de rating que nem a própria CW via desde “The OC”, “The Vampire Diaries” conseguiu criar uma legião de fãs que voltava, a cada semana, para espreitar a jornada de Elena Gilbert. Com uma segunda temporada mais madura, mais dinâmica, mais interessante e mais complexa, os espectadores começaram a diminuir até chegarmos aos 2.8 milhões do final, um valor chocante para uma série que, outrora, chegava aos 4. “Nikita”, uma série bastante diferente daquilo que a CW está habituada a produzir, estreou logo a seguir a “The Vampire Diaries” arrecadando um valor de audiência bastante satisfatório. No entanto, no final da temporada, encontra-se abaixo da fasquia dos 2 milhões quando, na estreia esteve muito perto dos 4. Não consigo arranjar uma razão para tais decréscimos e, sinceramente, se “Nikita” não sobe na próxima temporada corre o risco de ser apagada da grelha e assim dizemos adeus a uma série que surpreendeu tudo e todos com a sua história e com as suas reviravoltas.

Antes de passarmos, rapidamente, pelas produções do Cabo, falo-vos da única série que, para mim, me surpreendeu nesta temporada: “Castle”. De facto, no passado Setembro previ que o horário das 22h de segunda iria ser muito disputado pois teríamos “Castle” da ABC em confronto aberto com “Hawaii Five-O” da CBS. O que é certo é que, nas últimas semanas, é a primeira que tem vencido esta batalha deixando 5-0 em segundo lugar. O final de “Castle” teve o melhor resultado da temporada e, para meu espanto, deixou a léguas a série da CBS.

No Cabo, destaque positivo para “Game of Thrones” da HBO que tem estado sempre acima da fasquia dos 2 milhões de espectadores e destaque negativo para “Sanctuary” que, desde a sua transferência de sexta para segunda, tem feito resultados menos bons.

Não é espanto nenhum que “Game of Thrones” faça, todos os domingos, 2 milhões de espectadores. A sua história interessante e as suas personagens complexas fazem com que o espectador volte a cada semana para visitar King’s Landing e ficar a saber de mais intrigas que rodeiam os Stark ou os Lannister.

Já “Sanctuary” é motivo de espanto. De facto, à sexta-feira, num dia em que muito pouca gente vê televisão, a série arrecadava quase um milhão e meio de espectadores que, para o canal SyFy, é muito bom. Com a sua passagem para as segundas, no mês de Abril, não vai além do um milhão. Não é, de facto, por falta de qualidade mas porque toda esta troca me pareceu demasiado repentina e o público que estava habituado a ter a sua série à sexta, tem outros produtos (talvez mais interessantes) para ver à segunda.

Termino, pois, esta já longa quarta edição do Factos Audimétricos. No próximo mês, irei avaliar a performance das séries de Verão que marcarão regresso já no próximo Junho e espero tê-lo desse lado a acompanhar-me em mais uma análise. Até lá!

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

June 2011
S M T W T F S
« May   Jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
%d bloggers like this: