//
you're reading...
Análise de Episódios, Fringe

Sobre Fringe 3×16 – Os


Numa primeira instância, o nome do episódio de Fringe soa um pouco estranho. Talvez ninguém se lembraria que Os remete para um elemento químico. Tal como Entrada, Os podia ter n significados mas não. Os é mesmo o símbolo químico do Ósmio que tem especial protagonismo no décimo sexto episódio da temporada.

Pois bem, a sequência inicial que nos permite fazer um recap de tudo o que se passou, passamos para o “habitual” caso da semana sem nunca esquecer a mitologia tão inerente, tão intensa e tão interessante que nos tem acompanhado há já uns bons episódios.

Dois homens são apanhados a roubar um armazém de metais. Até aqui nada de novo, ou pelo menos, parecia um roubo normal. Quando um deles é morto pelo polícia de serviço e súbito começa a levitar, todas as nossas convicções são deitadas por terra…

Mais tarde, viemos a descobrir que, tal como aquele cientista em Immortality, também um homem queria marcar a diferença. Também ele esteve à procura de uma solução para um problema. Também ele quis ficar imortalizado na História do Mundo. Misturou, pois, dois dos elementos mais densos que existem à face da terra; um, de número atómico 76 e pertencente ao bloco dos metais de transição, o Ósmio, e outro, de número atómico 71 e último da série dos Lantanídeos, o Lutécio. Tal reacção era impossível mas, de alguma forma, estes dois átomos densos formaram uma molécula muito mais leve que o ar.

Vendo a complexidade e a maravilha de tal descoberta, recruta pessoas de cadeira de rodas. Queria experimentar nelas esta sua solução. E, depois de as injectar, elas levitam, elas conseguem fazer aquilo que o Homem sempre buscou: a levitação. Mas havia um contra-ponto: estes rapazes teriam de o ajudar a assaltar o Museu da Ciência para este roubar os meteoritos que eram bastante ricos em Lutécio.

Este cientista, que poderia ser um de nós numa busca incessante por uma solução para alguém muito querido para nós, foi preso e para além de ter perdido todo o seu trabalho, perdeu aquele que mais amava: o seu filho.

Mas todo este enredo leva-nos à mitologia de “Fringe”. Porque é que dois átomos tão densos conseguiram ligar-se e formar a molécula mais leve que o ar? Porque é que Walter teve de colocar aquela pequena amostra da molécula em azoto líquido?

As respostas têm todas um denominador comum: o espaço-tempo está a perder consistência. Tal evento, que começou em 1985 aquando do rapto de Peter, originou um dos fenómenos mais impressionantes que já vi, quimicamente. Para não falar que o azoto líquido que possui uma temperatura muito baixa conseguiu fazer com que a molécula atingisse o seu ponto de fusão, vimos que, de duas moléculas densas, é possível formar uma molécula mais leve que o ar. Tudo isto porque as leis físicas que conhecemos estão a tornar-se obsoletas. Todo o espaço-tempo está a começar a cair para o Apocalipse. Tudo se está a desmoronar.

Mas, lá está, não poderia ser um episódio de Fringe sem termos as constantes referências a William Bell. Curioso quanto ao seu escritório, Walter descobre um dos ficheiros mais interessantes que Bell possuíra em tempos: Soul Magnets.

Segundo ele, a energia da alma quando uma pessoa morre não é destruída,  apenas se transforma, lá diz a Lei da Conservação das Massas de Lavoisier. Por isso, era possível criar algo capaz de absorver essa energia para um hospedeiro devidamente preparado.

Ora, num acto de pura sinceridade, de puro amor, Peter revela a Olivia o seu mais recente “projecto”. Ele mostra-lhe o que tem andado a fazer, a pesquisar, a intuir. E é, nessa mesma altura que Walter, juntamente com Nina, toca aquele curioso sino capaz de produzir um som harmónico. Esse som viaja. Olivia ouve. E Bell apodera-se do seu corpo.

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

March 2011
S M T W T F S
« Feb   Apr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
%d bloggers like this: