//
you're reading...
Análise de Temporadas, Fringe

Fringe S02


Uma review à temporada dois de Fringe originalmente postada no site Portal de Séries.

– Escrita a 14 de Setembro de 2010. –


“Fringe” impressionou-me. Ouso dizer que são os “The X-Files” da minha geração.

Começamos a série com uma temporada interessante preocupada em mostrar-nos o que, realmente, tratava “Fringe”. Casos semanais que, à luz real, eram impossíveis. Cativaram-me. Aquele final em que foi mostrado Olivia a olhar para a cidade de Nova Iorque de um dos andares mais altos do World Trate Center, no mundo alternativo, causou-me arrepios.

A segunda temporada começa, exactamente, onde a primeira começou: com Olivia a regressar do mundo alternativo onde lhe foi dada uma missão. Olivia será o cabecilha de todo o exército na guerra contra o mundo alternativo.

Certamente estará a perguntar-se porque razão foi Olivia escolhida. A meio da temporada, “Fringe” leva-nos à pequena cidade de Jacksonville onde nos é mostrado o que se passou com Olivia (e com outras crianças) quando ela era criança. Walter Bishop juntamente com o seu amigo William Bell procederam a certos testes de um composto chamado cortexiphan que tinha como objectivo explorar ao máximo as capacidades ocultas do cérebro humano, mais propriamente, o cérebro daquelas crianças que, como estavam a crescer, manteriam tais capacidades durante toda a sua vida. Olivia adquiriu o poder diferenciar o que é deste mundo e do mundo alternativo. Funciona quando ela sente medo e todos aqueles objectos que pertençam ao outro mundo vibram numa frequência diferente adquirindo um certo brilho.

Ora, é este arco que marca bastante o episódio que deu início à segunda parte da segunda temporada. É, finalmente, aqui que toda a história de Peter Bishop é revelada. Depois de a saber, Peter foge e chega até a regressar com Walternate ao seu mundo de origem onde terá um tarefa importantíssima: destruir o mundo real através de uma máquina que está a ser construída.

Já no final, Bell sacrifica-se para que Walter, Peter e Olivia possam regressar ao seu mundo, sãos e salvos. Contudo, observamos que a Olivia que regressou é, na verdade, Altivia. Não vimos que ordem recebeu do outro lado mas certas hipóteses surgem na minha mente. Mais ainda, no mundo alternativo, Olivia está presa naquilo que parece ser um manicómio.

A segunda temporada foi, realmente, a melhor face à primeira. Uma excelente produção, excelentes arcos que nos mantiveram agarrados à série, uma evolução a nível das personagens e muitas metáforas espalhadas pelas 23 horas que compõem a segunda temporada.

Dou destaque especial ao episódio 11, pela negativa, e ao episódio 20, pela positiva. O primeiro, intitulado Unhearted, é o típico caso semanal que era para ter sido exibido na primeira temporada. Os produtores puseram, ainda a dúvida, se este seria um episódio do mundo alternativo. Contudo, a meu ver, achei-o um pouco deslocado porque nesta altura Charlie já havia morrido e aqui surge vivo…? Como? Já o episódio 20 que surgiu na onda de Glee, é uma metáfora completa… Leva-nos a pensar no que é a família e que o amor dentro dela é mais forte que qualquer outro tanto que leva um filho a partir o seu coração com o seu pai. Um episódio belo que deve ser abordado segundo uma perspectiva diferente.

“Endless Impossibilities” é o slogan de Fringe. De facto, muitas são as impossibilidades que já nos mostraram e que ficaram por mostrar. Que nos espera a terceira temporada? Que acontecerá a Olivia? Que fará Altivia? Espero uma temporada igual ou melhor tanto em qualidade como em produção e história. Não me arrependo de ter apostado em Fringe, de todo.

Nota: 9/10

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

January 2011
S M T W T F S
« Dec   Feb »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
%d bloggers like this: