//
you're reading...
Análise de Episódios, Fringe

Sobre Fringe 3×03 – The Plateau


“Fringe”, actualmente, encontra-se num palco. Palco esse dividido em dois: o do mundo real e o do mundo alternativo. É a partir daqui que cada mundo começa a juntar todas as suas armas numa guerra que promete ser sangrenta.

Primeiro que tudo, o episódio desta semana foi o típico caso semanal mas esta categoria foi um pouco posta de parte visto que os argumentistas conseguiram (e muito bem) intercalar o caso com o arco principal desta nova temporada.

O caso, então, baseou-se num homem que tinha uma doença severa que lhe impedia de ter uma aprendizagem normal. Após ter sido submetido a testes de um composto que, tinha como objectivo, elevar o seu QI, o seu cérebro desenvolveu-se bastante depressa tornando-se numa completa máquina que fazia a mais simples previsão comportamental das gentes que andavam, pacificamente, na rua.

Ora, o nosso tão fantástico assassino decide pôr a sua mente à prova. Assim, decide ir para a rua, num dia normal, avaliar o local. Depois de todas as contas feitas, começa o seu MO. Coloca uma caneta em cima de uma caixa de correio que, com o salpicar da água do chão, cai o que leva a que um homem que estava ali sentado a vá apanhar que, por sua vez, faz despistar um ciclista. Toda esta azáfama distrai o condutor de autocarro que atropela uma mulher quando esta estava a atravessar a estrada.

Bem, toda esta sucessão de eventos transportou a nossa mente para o factor “Final Destination” onde um grupo de pessoas escapa à morte por milagre e esta, a pouco e pouco, os vais caçando. Foi brilhante a forma como este episódio de “Fringe” conseguiu trazer ao de cima um caso tão simples e tão real mas que, ao mesmo tempo, complexo e capaz de nos deixar boquiaberto.

E quem melhor para avaliar este caso? A equipa Fringe, claramente.

Ora, esta semana estamos nós no mundo alternativo e toda a equipa Fringe é diferente. Temos uma Astrid crânio, um Broyles mais frio e sem muita lidação com a equipa e um Charlie vivo.

O caso desenvolve-se com normalidade até que chegamos à parte onde Olivia persegue o nosso suspeito. Este havia já calculado e previsto tudo o que iria acontecer (leia-se, a morte de Olivia) mas esta, sendo do outro mundo, e ignorando o sinal de “atmosfera comprometida”, escapa à morte surpreendendo o nosso suspeito e assim esta consegue apanhá-lo.

Não podemos esquecer que, sendo ela do mundo real e embora tenham impingido uma nova personalidade com o objectivo de descobrir o porquê de ela atravessar sem sofrer qualquer dano na sua estrutura atómica entre mundos, Olivia não consegue perder a sua essência. Não é por nada que ela vê Walter e Peter em vários locais deixando-a bastante perturbada.

Repararam que, embora a nova personalidade fosse impingida, a mente de Olivia não se quer separar daquilo que ela foi? Do mundo de onde foi tirada? Olivia é mesmo muito especial e prevejo que terá um papel muito importante no desenrolar e finalizar desta conspiração de Walternate. Que nos reservará o quarto episódio? Que mais armas estão os dois mundos a preparar?

NOTAS SIMBÓLICAS

  • Anna Torv cresceu a olhos vistos como actriz. As suas expressões faciais, o jogo duplo que é obrigada a fazer, as suas atitudes são priceless. Está a aguentar a série como ninguém!
  • Repararam que podemos alargar a temática deste caso ao arco da série? Se considerarmos a caneta como o evento inicial que levou a esta guerra dos mundos [o rapto de Peter, em 1985] e aí por diante, temos uma reacção em cadeia que só verá fim quando, desta guerra, sair um vencedor. Interessante, não?
  • O genérico voltar ao vermelho.
  • A sequência inicial do episódio onde os vários slow motion aumentam a tensão quanto ao clímax do que se irá passar.

About Jorge Pontes

Viajar é nascer e morrer a todo o instante, até porque é fácil apagar as pegadas. Difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Biblioteca

Calendário

December 2010
S M T W T F S
« Nov   Jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
%d bloggers like this: